15 estatísticas reveladoras de compras online para 2021
By Emil Kristensen CMO
@ Sleeknote

Foi há 25 anos atrás (1994) que a primeira compra online foi documentada.

Desde então, as compras online cresceram de um conceito novo a uma indústria multibilionária.

Para pôr tudo em perspectiva e ver o estado atual das coisas, eu compilei uma lista com algumas das estatísticas mais reveladoras relacionadas às compras online para 2020. 

Estas estatísticas irão lhe mostrar onde a indústria está atualmente, as oportunidades que estão disponíveis, onde ela está indo e o que você pode fazer para ser mais competitivo.

Vamos começar.

RECURSOS GRATUITOS

Deseja mais estratégias de otimização de conversões?

Fazer novos negócios darem certo além do Google AdWords é DIFÍCIL. Para ajudar, reunimos materiais abrangentes de estratégias de CRO (Conversion Rate Optimization), incluindo mais de 100 técnicas de CRO que usamos no Sleeknote para melhorar as taxas de conversão (classificadas para a sua conveniência).

Baixe Nosso Recurso Agora Mesmo →

Índice de conteúdo

1. As vendas de comércio eletrônico estão previstas para atingir $4,2 bilhões até o fim de 2020 (Statista)

2. As vendas de comércio eletrônico estão previstas para atingir $6,5 trilhões até 2023 (Statista)

3. Há 2,05 bilhões de compradores online em 2020 (Oberlo)

4. 75 por cento das pessoas compram online pelo menos uma vez por mês (Statista)

5. 63 por cento das jornadas de compra começam online (pesquisando com o Google)

6. Quase metade (49,2 por cento) das vendas de comércio eletrônico foram feitas através de dispositivos móveis em 2020 (Statista)

7. Até 2021, 53,9 por cento das vendas de comércio eletrônico serão feitas através de dispositivos móveis (Statista)

8. A Amazon representa 47 por cento de todas as vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos em 2020 (Statista)

9. A Amazon representará 50 por cento de todas as vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos até 2021 (Statista)

10. 80 por cento dos compradores online e 63 por cento dos compradores mobile acham que as novas tecnologias e inovações melhoram sua experiência (Federação Nacional do Varejo)

11. Busca e navegação são os elementos de site mais importantes para os compradores online (Statista)

12. Ter avaliações e classificações de produto é o segundo elemento mais importante (Statista)

13. Ter custos extras é o motivo principal pelo abandono de carrinho (Baymard Institute)

14. Forçar o comprador a criar uma conta é o segundo motivo principal pelo abandono de carrinho (Baymard Institute)

15. O retargeting dos visitantes do site faz com que tenham uma probabilidade 43 por cento maior de realizarem uma compra (PR Newswire)

1. As vendas de comércio eletrônico estão previstas para atingir $4,2 bilhões até o fim de 2020 (Statista)

Houve um crescimento considerável na indústria de comércio eletrônico nos anos recentes. Em 2014, o número total de vendas atingiu apenas $1,3 trilhões

Mas esse número mais do que triplicou em 2020 para $4,2 trilhões e é previsto que continue crescendo enquanto estamos nos preparando para a década de 2020. 

1 Retail e-commerce

2. As vendas de comércio eletrônico estão previstas para atingir $6,5 trilhões até 2023 (Statista)

De fato, os especialistas fizeram projeções anuais de lucro que atingem até $6,5 trilhões em apenas três anos. 

2 Retail Worldwide

Se esta tendência manter sua trajetória, as vendas de comércio eletrônico poderiam potencialmente atingir $8 trilhões por ano até 2025. 

Isto é uma ótima notícia para as marcas digitais e mostra quantas oportunidades estão disponíveis. 

Embora o nível de competição certamente aumentará, o lucro também. 

Sendo assim, agora é a hora perfeita para subir a bordo. 

3. Há 2,05 bilhões de compradores online em 2020 (Oberlo)

Em 2020, há aproximadamente 7,8 bilhões de pessoas no mundo. Sendo que quase um quarto delas (26,28 por cento) são compradores online. 

3 Oberlo

Como você pode ver, houve um aumento considerável no número de compradores online com o passar dos anos, que saltaram de 1,32 bilhões em 2014 a 2,05 bilhões em 2020. 

Já que cada vez mais pessoas estão comprando digitalmente, isso quer dizer que as marcas de comércio eletrônico têm a chance de alcançar um público imenso. 

4. 75 por cento das pessoas compram online pelo menos uma vez por mês (Statista)

Também vale mencionar que a grande maioria das pessoas que compram online fazem isso com frequência. 

Pesquisas da Statista descobriram que:

  • 20 por cento compram online uma vez por semana
  • 24 por cento compram online uma vez a cada duas semanas
  • 31 por cento compram online uma vez por mês
4 Additional Information

Em comparação, um número bem menor (15 por cento) compra de 3 a 4 vezes por trimestre, e apenas 10 por cento compra uma vez a cada três meses. 

O ponto onde queremos chegar é que as compras online estão se tornando a norma, e há grandes oportunidades para adquirir clientes fiéis que vão comprar com você várias e várias vezes. 

5. 63 por cento das jornadas de compra começam online (pesquisando com o Google)

Uma das estatísticas de compras online mais interessantes é que mais de seis entre dez vezes, as jornadas de compra começam online. (Fonte.)

5 Percentage Circle

“63% das ocasiões de compra começam online.”

Independentemente se uma pessoa acaba comprando em uma loja de comércio eletrônico ou em uma loja física, grande parte da pesquisa inicial começa em um cenário digital.

“É por isso que é crucial para as marcas terem uma forte presença online,” explica o escritor de comércio eletrônico e dropshipping (envio direto) Maryam Moshin

“Ao melhorar a experiência do cliente desde o primeiro passo, os negócios têm uma chance maior de fazerem com que os clientes comprem em suas lojas.”

Sendo assim, é inteligente investir em estratégias de marketing digital como SEO (otimização para motores de busca) e nas redes sociais. 

Marcas que fazem isso geram um maior volume de leads e criam valor da marca que pode valer a pena quando os compradores estão decidindo com quem realizar uma compra.

Por exemplo, a empresa de esfoliação corporal Frank Body atualmente possui 745 mil seguidores no Instagram—um fator extremamente importante para a exposição e o sucesso de sua marca.

6 Frank Body

6. Quase metade (49,2 por cento) das vendas de comércio eletrônico foram feitas através de dispositivos móveis em 2020 (Statista)

Que os compradores online realizam compras através dos dispositivos móveis não é nenhuma novidade. Mas é um aumento de quase 15 por cento nos quatro anos recentes.

Em 2017, apenas 34,5 por cento das vendas de comércio eletrônico vinham de dispositivos móveis, mas esse número aumentou quase para 50 por cento em 2020. 

7 Column four

7. Até 2021, 53,9 por cento das vendas de comércio eletrônico serão feitas através de dispositivos móveis (Statista)

E 2021 deve marcar o ponto crítico oficial onde mais vendas serão feitas através de dispositivos móveis do que através de computadores de mesa e de laptops. (Fonte.)

8 Column five

Isto mostra a importância de otimizar o seu site para mobile e oferecer a este segmento de visitantes uma experiência de compra simples. 

8. A Amazon representa 47 por cento de todas as vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos em 2020 (Statista)

Eu talvez nem preciso mencionar que a Amazon é uma potência de comércio eletrônico que possui uma porcentagem imensa de participação no mercado. 

Mas seu poder aumentou consideravelmente nos anos recentes, onde ela saltou de 34 por cento das vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos em 2016 para 47 por cento em 2020. 

9 column four

9. A Amazon representará 50 por cento de todas as vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos até 2021 (Statista)

E até 2021, é projetado que a Amazon alcance oficialmente metade de todas as vendas de comércio eletrônico nos Estados Unidos. (Fonte.)

10 column 5

Embora a Amazon tenha recebido um nível considerável de escrutínio e crítica pública recentemente, é impossível negar sua presença nas compras online.

Ela aparentemente possui um pouco de tudo—dos livros até os eletrônicos até os mantimentos até o streaming de música. Não estou dizendo isso para assustar ou desencorajar as pequenas marcas de comércio eletrônico.

Mas isso é absolutamente algo que você deve levar em conta, e é vital criar uma estratégia realística que lhe permita competir com a Amazon.

10. 80 por cento dos compradores online e 63 por cento dos compradores mobile acham que as novas tecnologias e inovações melhoram sua experiência (Federação Nacional do Varejo)

Considerando que a própria base das compras online está enraizada em tecnologias de ponta, não deve surpreender a ninguém que esses compradores são fãs de novas tecnologias e inovações. (Fonte.)

11 percent circles

Sophia Martin, fã de tecnologia e escritora de conteúdo da Xicom.biz, oferece alguns exemplos como:

  • Inteligência artificial para oferecer suporte ao cliente 24 horas por dia
  • Robôs de chat para oferecer soluções imediatas a praticamente qualquer problema que os compradores possam ter
  • Aprendizado de máquina para enviar mensagens personalizadas
  • Recomendações de produtos com base em histórico de compras, preferências, localização, entre outros

Aqui vai um exemplo da Pandora, uma empresa de jóias dinamarquesa, usando as recomendações de produtos para ajudar os compradores a descobrirem outros produtos dos quais podem estar interessados. 

12 Pandora

E isso é apenas a ponta do iceberg. Tecnologias como essa estão rapidamente avançando e evoluindo a todo instante.

Ficar atualizado nos novos acontecimentos e fazer experimentos contínuos pode ajudar a sua marca de comércio eletrônico a entregar uma experiência de cliente muito melhor e a manter a sua concorrência. 

Portanto, é absolutamente algo que você deveria aceitar. 

11. Busca e navegação são os elementos de site mais importantes para os compradores online (Statista)

Dados recentes revelaram que facilitar a descoberta de produtos através de uma busca e navegação simples era o atributo mais importante para a experiência de compra online de 61 por cento dos compradores. 

13 vertical stat

E isso faz todo sentido. Afinal de contas, quem quer ter dificuldades para encontrar o que estão procurando?

É por isso que você deve priorizar a busca e a navegação, além de se esforçar constantemente para fazer melhorias contínuas, mesmo se forem apenas mínimas. 

Um bom exemplo de uma marca com uma navegação ultra simples é a empresa de calçados Rollie Nation.

Imediatamente após visitarem o seu site, os compradores podem encontrar um menu de navegação simples e direto. 

14 Aura Bar

Com um rápido clique de mouse em uma de suas categorias, eles podem refinar sua busca.

15 Women Category
16 Shoes

E há também uma função de busca posicionada de forma intuitiva para maior conveniência.

17 Search
18 Looking for

Menos trabalho para os visitantes significa que eles podem encontrar os produtos que querem sem nenhuma complicação e isso aumenta a probabilidade de realizarem uma compra. 

12. Ter avaliações e classificações de produto é o segundo elemento mais importante (Statista)

As compras online são divertidas e emocionantes, mas também podem ser frustrantes às vezes. 

Os compradores geralmente precisam comparar diversos produtos para encontrarem o que estão procurando, e todas as opções os deixam levemente paralisados.

Uma das melhores formas de aumentar a confiança do cliente para que tenham a clareza de que precisam é oferecendo-lhes acesso às avaliações e classificações dos produtos. 

De fato, este é o atributo mais importante para a experiência de compra online para 53 por cento das pessoas. 

19 Top percent

Você poderia até afirmar que ter estas informações prontamente disponíveis formam uma grande parte do sucesso da Amazon.

Afinal de contas, ela facilita bastante para que você encontre a classificação dos produtos que vendem, além de avaliações detalhadas dos clientes.

20 customer review

E é uma boa ideia para todas as marcas de comércio eletrônico oferecerem estes elementos também.

É isso o que faz a empresa de cuidados de pele, Bliss

Veja o que os compradores podem encontrar em seu produto, o “Hidratante Bright Idea.” 

21 Bliss

As avaliações estão disponíveis.

22 Reviews

E há também uma classificação para que os compradores possam fazer uma escolha informada usando o conhecimento da multidão para determinar o nível de qualidade do produto. 

23 Score Reviews

13. Ter custos extras é o motivo principal pelo abandono de carrinho (Baymard Institute)

Uma alta taxa de abandono de carrinho em compras pode ser facilmente um dos maiores obstáculos para criar uma loja de comércio eletrônico bem-sucedida.

Por isso, é extremamente importante que você saiba como manter isso em cheque e os motivos específicos pelos quais os compradores falham em concretizar suas compras. 

Embora existam diversos motivos para o abandono de carrinho durante a finalização de uma compra, custos extras como frete, impostos e tarifas são os principais.

De fato, metade de todos os compradores abandonam o carrinho durante o processo de finalização de compra por causa disso. (Fonte.)

24 Top statistics

Por isso é importante ser transparente quanto a estes custos e oferecer frete grátis quando possível. 

A marca de roupas modernas Cents of Style, por exemplo, sempre oferece frete grátis e permite que os compradores saibam disso assim que chegam em seu site.

25 Scents of Style

“Nossos fretes são sempre gratuitos.”

14. Forçar o comprador a criar uma conta é o segundo motivo principal pelo abandono de carrinho (Baymard Institute)

Pesquisas revelaram que 28 por cento dos compradores falharam ao concretizar uma compra porque foram obrigados a criar uma conta. 

26 Abandonment reasons

Eu sei que eu pessoalmente acho irritante quando eu faço minhas compras online, adiciono itens no meu carrinho e estou pronto para efetuar o pagamento. Mas de repente, eu me deparo com a temida tela de “crie uma conta para prosseguir.”

Embora não seja um problema tão grave se eu planejo fazer uma compra com uma empresa, várias e várias vezes, é um grande incômodo se eu quiser fazer apenas uma compra única. E aparentemente, várias outras pessoas compartilham o mesmo sentimento. É por isso que eu sugiro dar aos compradores a opção de realizar a compra como convidado.

Isso reduz muito do atrito e permite que os compradores efetuem a compra de seus objetos sem muita frustração e sem ter que passar pelo processo de criar uma conta.

É isso o que faz a marca de móveis e decoração do lar, Crate and Barrel, e isso funciona excelentemente. 

27 Crate & Barrel

15. O retargeting dos visitantes do site faz com que tenham uma probabilidade 43 por cento maior de realizarem uma compra (PR Newswire)

Infelizmente, não importa o quanto a sua loja de comércio eletrônico seja incrível, 92 por cento dos compradores não irão comprar nada logo de cara. 

Eles podem simplesmente estar fazendo a pesquisa inicial, “olhando as vitrines” virtuais ou simplesmente não estarem com intenção de compra ainda.

A questão é que maior parte deles não irão gerar uma venda logo na primeira vez em que chegarem ao seu site. 

Mas isso não quer dizer que eles escaparam dos seus dedos e estão perdidos para sempre.

Fazer o retargeting dos visitantes provou ser altamente eficaz para manter as marcas de comércio eletrônica na mira dos clientes e gentilmente guiá-los de volta aos produtos nos quais estiveram interessados.

Por exemplo, a Hawthorne, uma empresa que vende produtos de cuidados pessoais para homens, usa este anúncio de retargeting no Facebook para chamar a atenção dos visitantes passados e direcioná-los de volta ao seu site. 

28 Hawthorne

“O retargeting lhes dá um pequeno empurrão para a sua marca,” diz o estrategista de conteúdo Pierre de Braux.

“Quando um cliente em potencial vê um anúncio de retargeting, há uma probabilidade de 70 por cento de que ele irá realizar a compra do seu produto em vez do produto do seu competidor.”

Portanto, esta é absolutamente uma tática que deve ser considerada em 2020 e durante os anos próximos. 

RECURSOS GRATUITOS

Deseja mais estratégias de otimização de conversões?

Fazer novos negócios darem certo além do Google AdWords é DIFÍCIL. Para ajudar, reunimos materiais abrangentes de estratégias de CRO (Conversion Rate Optimization), incluindo mais de 100 técnicas de CRO que usamos no Sleeknote para melhorar as taxas de conversão (classificadas para a sua conveniência).

Baixe Nosso Recurso Agora Mesmo →

Conclusão

São tempos emocionantes para o comércio eletrônico e estas estatísticas de compras online oferecem uma visão geral do estado atual das coisas.

Algumas conclusões importantes são que o lucro geral do comércio eletrônico está crescendo rapidamente, quase metade de todas as compras online são realizadas através de dispositivos móveis, maior parte dos consumidores adoram tecnologias inovadoras, e grande parte do abandono de carrinho pode ser prevenida. 

Felizmente, agora você terá uma ideia melhor de como abordar a evolução do comércio eletrônico e possa implementar estas informações para expandir sua marca. 

Quais destas estatísticas de compras online você achou mais interessante?