19 estatísticas de e-Commerce que você pode utilizar para guiar suas estratégias de marketing (2021)
← Back to Blog Rikke Berg Thomsen

19 estatísticas de e-Commerce que você pode utilizar para guiar suas estratégias de marketing [2020]

E-Commerce Statistics [Wordpress]

Todo profissional de marketing quer estar um passo à frente quando se trata de saber o que os consumidores desejam.

Quanto mais informações você tiver sobre eles, mais eficientemente poderá comercializar seu produto.

É claro que você pode sempre ter uma idéia do que eles procuram, mas nada melhor do que ter evidências concretas para ajudá-lo a traçar a melhor estratégia de marketing para a sua marca.

Você precisa saber o que os consumidores esperam ao fazer compras on-line, e se adaptar para não apenas atender, mas superar essas expectativas.

Neste artigo, mostrarei 19 estatísticas de comércio eletrônico que você pode utilizar para entender melhor o consumidor moderno e seus hábitos de compra, além de sugestões e exemplos concretos para te ajudar a desenvolver uma estratégia de marketing eficaz.

RECURSOS GRATUITOS

Quer mais Estratégias de Marketing e Crescimento?

Acesse nossas ferramentas gratuitas de marketing de crescimento e aumente exponencialmente seu tráfego hoje mesmo (inclui recursos além dos que você pode encontrar na postagem do blog).

Baixe as Ferramentas de Marketing e Crescimento →

Parte 1: Dados demográficos

Estatística #1: Havia 1,66 bilhões de compradores digitais globais em 2017 (Statista)

No momento, existe um total de cerca de 7.6 billion de pessoas no mundo. 

Isso significa que mais de 20% da população mundial compra on-line e, até 2021, este número está projetado para subir para mais de 2,14 bilhões.

Esse é um conjunto imenso de potenciais compradores.

Portanto, se você ainda não está vendendo on-line, esses números deveriam ser o suficiente para te convencer a começar.

Porém, com mais pessoas comprando on-line, surgem também mais negócios interessados nesta fatia de mercado, criando um mercado feroz e competitivo.

Isso faz com que seja mais difícil para as empresas on-line se destacarem dos concorrentes, aumentando a necessidade de novas formas criativas de comercializar seus produtos.

Resumo

Não dá para direcionar o marketing para todo mundo ao mesmo tempo, então é importante entender seu público alvo para saber o que os faz comprar. Personalize seus esforços de marketing de forma mais individual e você terá uma chance muito maior de sobreviver frente à concorrência.

Estatística #2: Homens gastam on-line 68% mais do que mulheres (KPMG)

Isto me surpreendeu quando eu descobri. Mas se você pensar a respeito, até faz sentido.

Em média, os homens gastam US $ 220 por transação, enquanto as mulheres gastam cerca de US $ 151.

Portanto, não é que os homens compram mais do que as mulheres, necessariamente, mas eles tendem a gastar mais por transação.

Consumidores do sexo masculino têm maior probabilidade de comprar itens com preços elevados, como produtos eletrônicos, de tecnologia ou de luxo, enquanto as mulheres costumam comprar itens com preços mais baixos, como cosméticos e alimentos.

Além disso, os homens tendem a ser mais eficientes ao comprar on-line, o que significa que compram várias coisas de uma vez para economizar tempo.

Ao vender para um público masculino, você pode aumentar as conversões oferecendo pacotes e produtos relacionados.

Veja este exemplo do Harry’s:

Addition For Shave Routine

Quando os clientes em potencial chegam na página de checkout, eles têm a oportunidade de adicionar produtos que complementam aqueles que já estão no carrinho.

Oferecer produtos relacionados durante a finalização do pedido facilita para os clientes (homens e mulheres) adicionar novos itens rapidamente, sem precisar deixar o carrinho para procurar mais produtos.

Resumo

Mostre apenas itens relevantes para os que já estão no carrinho. Se os itens relacionados combinarem com os itens do carrinho, é mais provável que os clientes comprem junto.

Estatística #3: A “Geração X” Compra mais on-line do que os Baby Boomers e os Millennials (KPMG)

A “Geração X” (pessoas nascidas aproximadamente entre 1966-1981) faz mais compras on-line do que qualquer outra faixa etária, com uma média de quase 19 transações por ano.

Para muitos, isso pode ser uma surpresa, considerando que são os Millennials os nativos digitais da nossa sociedade.

No entanto, à medida que essa geração de Millenials cresce, entra na força de trabalho e inicia famílias, seus gastos aumentam. Espera-se que as compras on-line da geração Y aumentem exponencialmente num futuro próximo e superem de longe os gastos on-line pelas gerações mais velhas.

Portanto, se você deseja comercializar seus produtos para esta geração, deverá criar uma proposta de valor com a qual eles possam se identificar. A geração do milênio vê os produtos comprados como uma extensão de sua imagem e, se um produto não tiver um efeito positivo na auto-imagem desejada, eles simplesmente não comprarão.

Resumo

Você precisa vender na história para os Millenials. Pergunte a si mesmo: “Em que situação seus produtos os ajudarão a superar um problema ou a se sentir melhor?”

Parte 2: Pagamento e gastos

Estatística #4: Em 2018, as vendas de comércio eletrônico representaram 11,9% de todas as vendas no varejo ao redor do mundo (Statista)

Considerando que mais de um décimo de todas as vendas do varejo são feitas on-line, você não pode ignorar a importância de otimizar continuamente seu negócio.

As compras on-line estão se tornando cada vez mais populares, e estima-se que, até 2021, as vendas de comércio eletrônico atingirão 17.5% das vendas globais.

Isso significa que há mais potencial para os varejistas eletrônicos aumentarem o tráfego e as conversões…

… E é também a chance perfeita de melhorar a experiência on-line do consumidor (uma área na qual a maioria das lojas on-line pecam).

Resumo

Priorize a experiência do usuário acima de tudo. Uma proposta de valor atraente não serve de nada se os visitantes tiverem uma experiência ruim em seu site. Isso é importante principalmente para o seu fluxo de checkout.

Estatística #5: Existem mais de 254 milhões de contas PayPal ativas no mundo (Statista)

Esse é um crescimento de 15% em relação ao ano anterior, de 220 milhões em 2017.

Com o PayPal, os clientes em potencial podem comprar produtos on-line sem precisar retirar o cartão de crédito da carteira, o que simplifica o processo de pagamento.

Quanto mais rapidamente um cliente em potencial puder passar pelo processo de check-out, maior a probabilidade de concluir a compra.

Mas isso não significa que os pagamentos com cartão de crédito estão mortos.

Na verdade, 42% dos compradores preferem pagar através do cartão de crédito.

Dar aos visitantes diversas opções de pagamento pode aumentar as taxas de conversão e reduzir o abandono de carrinho.

Resumo

Faça uma pesquisa com os seus clientes e descubra quais são suas opções de pagamento preferidas. Quanto mais opções relevantes você oferecer, mais dinheiro ganhará.

Estatística #6: No segundo trimestre de 2018, 2,86% das visitas a sites de comércio eletrônico foram convertidas em compras (Statista)

Com uma taxa de conversão média de apenas 2,86%, há muito espaço para melhorias no comércio eletrônico.

A conversão de visitantes em clientes está ficando cada vez mais difícil devido à forte concorrência.

As compras online oferecem aos consumidores a opção de pesquisar diversas empresas antes de decidir onde comprar.

Hoje em dia, não basta apenas possuir os preços mais baixos ou os melhores produto. Você precisa oferecer uma experiência de compra personalizada para cada visitante.

Veja este exemplo da ASOS, que reconhece os visitantes que já entraram no site:

Asos Personalization

Eu já comprei na ASOS várias vezes e, devido aos cookies que eles utilizam, não preciso fazer login sempre que visitar.

Resumo

Utilize suas configurações de cookies para reconhecer os clientes e facilitar novas compras. Você pode também criar campanhas direcionadas a segmentos específicos que nunca compraram de você. Quanto mais personalizadas forem suas campanhas, maior a probabilidade de converterem um cliente ou um lead de e-mail.

Estatística #7: No terceiro trimestre de 2018, os smartphones representaram 61% das visitas a sites de varejo em todo o mundo (Statista)

O comércio eletrônico por dispositivos móveis está lentamente deixando para trás o por computador.

Hoje, eles já são os dispositivos mais utilizados para se navegar online. O computador é responsável por apenas 30% das visitas a sites de varejo.

No entanto, a conclusão dos pedidos ainda é feita principalmente nos desktops.

O celular é responsável por apenas cerca 45% dos pedidos, em comparação com 61% para os computadores.

Isso cria um desafio para o comércio eletrônico:

O caminho de compra não é mais direto.

Os consumidores pulam entre canais e dispositivos, e seus hábitos de compra não obedecem a regras claras.

Portanto, é necessário considerar a jornada do usuário entre os dispositivos para otimizar as conversões.

Por exemplo, se um cliente em potencial incluir os itens no carrinho através do celular, e quando abrir no computador para confirmar o pedido os itens tiverem desaparecido, é muito provável que eles desistam da compra. Não permita que isso aconteça

Resumo

Integre uma estratégia de marketing omnichannel com informações em tempo real entre todos os canais e dispositivos. Isso significa atualizar as informações em tempo real, para que os usuários possam acessar seu carrinho de qualquer dispositivo, fazer o check-out imediatamente, e continuar comprando.

Parte 3: Hábitos de compra

Estatística #8: 65% dos consumidores comparações os preços em dispositivos móveis enquanto compram em lojas físicas (KPMG

Acho que todo mundo já fez isso.

Você quer comprar um produto, mas obviamente não quer pagar mais do que o necessário.

Então, você fica on-line e verifica se o produto está disponível em outros lugares por um preço mais baixo.

Para evitar que os clientes potenciais abandonem uma loja (online ou offline), muitas empresas oferecem cobrir os preços anunciados pela concorrência.

Veja este exemplo do eBay:

Ebay Landing Page

Ao cobrir as ofertas, você pode evitar que os clientes potenciais comprem o produto de um concorrente devido ao preço.

Se você oferecer uma correspondência de preços, as chances de um consumidor que já se encontra na sua loja física saírem para comprar um um produto em outro lugar  são reduzidas drasticamente.

Resumo

Se você oferecer de cobrir os preços dos concorrentes, deverá deixar isto visível na sua loja, online e offline. Faça com que essa informação apareça na página inicial, ou em uma placa na sua loja física para maior visibilidade.

Estatística #9: A principal motivo para as pessoas comprarem on-line é porque elas podem comprar 24 / 7 (KPMG

58% dos consumidores compram on-line devido ao horário de funcionamento.

A Internet nunca fecha, o que permite a compra de qualquer produto a qualquer momento.

Fazer compras nunca foi tão conveniente.

Mas, mesmo que sua loja on-line não feche, pode ser que seu departamento de atendimento ao cliente feche.

Para se antecipar a possíveis problemas com clientes que não conseguem entrar em contato fora do horário comercial, crie campanhas de contato separadas para o horário comercial e o horário fora do expediente.

Assim, você pode dizer aos visitantes quando esperar uma resposta se sua equipe estiver offline.

Por exemplo…

Fora do horário comercial:

CRIE UM POP-UP SIMILAR

Novo

Você gosta do que está vendo? Carregue este modelo de alta conversão em nosso editor e personalize de acordo com a aparência e toque do seu negócio.

Tente

Horário comercial:

Call Us

Resumo

Agende campanhas antecipadamente para que elas ativem e desativem em horários específicos. Se você avisar aos clientes em potencial quando eles podem esperar uma resposta de você, eles serão mais pacientes (e mais propensos a comprar).

Estatística #10: 30% dos consumidores prefeririam comprar em um site do qual já compraram anteriormente (KPMG

Somos criaturas feitas de hábitos.

Contamos com as nossas  experiências anteriores (e as de outras pessoas) para tomar futuras decisões.

Uma vez que os consumidores tenham uma boa experiência com uma marca, é muito mais provável que retornem a ela, ou até a recomendem para outras pessoas.

Por isso, você devia incentivar aos seus clientes que aderissem à sua newsletter ou programa de fidelidade.

Assim, você conseguirá alcançá-los muito mais facilmente através do seu marketing por email, e possivelmente transformá-los em compradores assíduos.

O melhor momento para solicitar isso é na sua página de agradecimento, depois que ele comprou de você.

Veja este exemplo de campanha de clube de fidelidade:

Want To Save Your Receipt

Resumo

Sempre considere em que momento os seus clientes se encontram na jornada do comprador. Se eles acabaram de comprar algo, provavelmente não responderão bem a um e-mail de vendas no dia seguinte. Mas se você direcionar suas campanhas ao longo do tempo com ofertas relevantes, baseado no histórico de compras, é provável que eles retornem à sua loja.

Estatística #11: 59% dos usuários entre 16 e 36 anos de idade olham primeiro na Amazon (Inviqa)

Não dá para discutir que a Amazon é um dos principais competidores no mercado de comércio virtual.

Novamente, é tudo uma questão de conveniência. Se um cliente em potencial puder comprar todos os diferentes itens de que precisa no mesmo local, ele provavelmente fará isso.

Por isso, sugiro que você considere vender seus produtos na Amazon.

Você pode até mesmo incluir um botão de call-to-action no seu site que direciona para a página do produto na Amazon.

Veja este exemplo da Breakthrough Clothing:

Product Page

Resumo

Para vender seus produtos na Amazon, faça com que o percurso entre página do produto no seu site e a página correspondente na Amazon seja o mais simples possível.

Parte 4: Abandono de carrinho

Estatística #12: 60% dos compradores on-line abandonam seus carrinhos por causa de custos extras inesperados (Baymard Institute)

Esses custos extras incluem frete, impostos e outras taxas.

Para evitar que os compradores abandonem seus carrinhos, informe os visitantes sobre quaisquer custos extras antes do momento do checkout.

Você também pode oferecer frete grátis para pedidos acima de um valor específico para não apenas reduzir o abandono do carrinho mas também aumentar o valor médio do pedido.

De acordo com a HubSpot, 24% dos compradores estão dispostos a gastar um pouco mais para obter o frete grátis, o que faz dessa uma ótima maneira de aumentar o valor médio do pedido.

Sempre que um visitante adicionar um item ao carrinho, monitore o valor e inicie uma campanha na primeira etapa do carrinho caso o valor do pedido não seja alto o suficiente para se qualificar como frete grátis.

Em seguida, para incentivar os visitantes a comprar mais, adicione recomendações de produtos em sua campanha com um call-to-action do tipo “adicionar ao carrinho”.

Aqui está um exemplo:

Cross-Sell Products

Resumo

Identifique os motivos pelos quais as pessoas abandonam o carrinho e tente resolvê-los com uma campanha de exit-intent ou email de carrinho abandonado (veja a próxima estatística sobre isso).

Estatística #13: Os emails de carrinho abandonado têm uma taxa de abertura média de 45% (Moosend)

Se você já saiu da página de checkout antes de concluir um pedido, provavelmente recebeu um e-mail de carrinho abandonado.

Se foi este o caso, você certamente já sabe que o objetivo deste email é ajudá-lo a contornar quaisquer problemas ou superar objeções para se tornar um cliente.

De fato, a receita média por e-mail de carrinho abandonado enviado é de cerca de US $5,64, comparado com apenas US$ 0,02 para emails promocionais e US$ 0,18 por email de boas-vindas que você envia.

Então, existe um potencial de retorno considerável ali.

Aqui está um ótimo exemplo da Man Crates:

Man Crates

Resumo

Existe um motivo para adicionarmos itens ao nosso carrinho, e também para acabarmos optando por não comprar. Se você for capaz de identificar esses dois motivos para os seus clientes em potencial, tem tudo para escrever um ótimo e-mail de recuperação de carrinho.

Estatística #14: E-mails de carrinho abandonado enviados dentro de 20 minutos possuem uma taxa de conversão média de 5,2% (SaleCycle)

O timing do seu email de carrinho abandonado possui um impacto significativo na sua efetividade.

Os emails enviados dentro de uma hora possuem uma taxa de conversão média de 4,5%, enquanto os emails enviados mais de 24 horas após o abandono do carrinho possuem conversão média de apenas 2,6%.

Os consumidores são bombardeados com material promocional constantemente, o que faz com que seja difícil para os profissionais de marketing se manterem na mente dos clientes em potencial.

Por isso, é importante enviar e-mails do carrinho abandonado diretamente depois que um cliente em potencial abandonar o carrinho, para garantir que a marca ainda esteja fresca na cabeça dele ao receber o e-mail.

Veja este exemplo da Bean Box

Bean Box

Este e-mail chegou apenas dez minutos depois que eu abandonei o meu carrinho, enquanto eu ainda estava pensando no café.

Resumo

Automatize os e-mails de carrinho abandonado e faça com que eles sejam enviados dentro de, no máximo, 20 minutos depois que um cliente em potencial abandonar o carrinho. Certifique-se de incluir os itens do carrinho no email, e incluir calls-to-action para retornar ao carrinho.

Estatística #15: Campanhas de exit-intent convertem entre 2-4% dos visitantes que deixam o site (Sleeknote)

Eu sei o que você deve estar pensando

Sim, campanhas de exit-intent enchem o saco… 

Mas só se você utilizá-las de forma errada.

Uma boa prática é adicionar campanhas de exit-intent ao checkout para reduzir o abandono do carrinho.

Com as campanhas de exit-intent, você pode transformar visitantes que deixariam o site em leads de email, ou até mesmo convencê-los a concluir a compra.

Veja este exemplo da Minimum, cujo foco é a obtenção de leads: 

Finish Your Order Popup

Esta campanha, especificamente, obteve uma taxa de conversão de 37.4% enquanto ficou em vigor. 

Outra opção é fornecer o código de desconto diretamente na campanha, como a Nicehair

Stop

A Nicehair testou esta campanha em seus diferentes sites (site internacional, site dinamarquês, site sueco e site norueguês) por um determinado período de tempo para ver se ela poderia reduzir o abandono do carrinho.

Eles deixaram bem claro que o código de desconto precisava ser usado imediatamente, incentivando os compradores a continuarem sua compra.

Sabe qual foi a taxa de conversão média entre os sites? Incríveis 44.76%. Isso mesmo: quase a metade dos visitantes que estavam prestes a abandonar o carrinho retornaram após serem atingidos pela campanha.

Mas, embora essas duas campanhas tenham tido um excelente desempenho, a Nicehair e a Minimum sabem a importância de oferecer descontos com moderação.

Se você oferecer com muita frequência, seus visitantes passarão a esperar por eles em vez de pagar o preço total. Além disso, se você não usa descontos com frequência, pode ter sucesso na sua campanha utilizando valores de desconto menores. 

Resumo

Identifique por que os visitantes abandonam o carrinho e tente eliminar esse problema nas suas campanhas de exit intent. Utilize descontos com moderação, e pense em que outro tipo de valor você pode oferecer para evitar que compradores os compradores abandonem. (Por exemplo, ofereça-se para salvar o carrinho, notificar quando os itens entrarem em promoção, convidá-los a entrar em contato com possíveis perguntas e assim por diante).

Parte 5: Reviews e Atendimento ao Consumidor

Estatística #16: 30% dos consumidores on-line publicam comentários sobre o produto (KPMG)

As reviews e avaliações são altamente eficazes quando se trata de convencer os clientes em potencial a realizarem uma compra, portanto sempre incentive seus visitantes a falar sobre sua experiência de compra.

O melhor momento para solicitar uma review é logo após a compra, na sua página de agradecimento.

Veja um exemplo da Livingshop:

Help Us To Improve

Se os clientes não responderem à mensagem acima, você deve pode seguir um email como o da Billigvoks:

Write A Review

Quando os seus clientes derem seu testemunho sobre a sua empresa em sites de avaliação como o Trustpilot, inclua algumas dessas reviews no seu site.

Não basta que elas estejam em sites de terceiros. Se você quiser que sejam eficazes, elas precisam estar onde toda a ação acontece, que está no seu site.

Resumo

Incentive os clientes a deixarem um comentário e os exiba em seu site. Se você tem uma seção de resenhas nas páginas dos seus produtos, não omita as opiniões negativas. Caso contrário, suas boas críticas não passarão credibilidade.

Estatística #17: 81% dos consumidores consideram os conselhos de negócios vindos da família e amigos (HubSpot)

As lojas on-line tornaram fácil para os consumidores mostrar um produto específico a seus amigos ou familiares para obter uma segunda opinião antes de uma compra.

A página pode ser compartilhada através de um link por SMS, email, mídia social, etc.

Se amigos e familiares recomendam um produto em detrimento de outro, é provável que você acabe por escolher o produto recomendado independentemente do preço e da qualidade.

Para ajudar a incentivar os visitantes a comprar, inclua diferentes opções de compartilhamento para ajudá-los a receberem o aval de seus amigos.

Você também pode fazer como a Mulberry e incluir uma opção de “Dar uma dica” nas páginas dos produtos:

Mulberry Hint

Ao clicar no botão, aparecerá a seguinte pop-up:

Hint Hint

Isso permite que você envie um email para um amigo contando que você gostou deste produto.

O email é assim:

Phone Clutch

Resumo

Facilite o compartilhamento de produtos do seu site com amigos e familiares por meio de diferentes canais. Certifique-se de incluir um link direto para o produto junto com uma imagem do mesmo.

Estatística #18: 80% dos entrevistados afirmaram já ter parado de fazer negócios com uma empresa devido a uma experiência ruim como cliente (HubSpot)

Alguém disse um dia: Nunca subestime o poder de um sorriso. (Ou talvez seja eu, não me lembro.)

Embora não possamos sorrir “online” para nossos clientes, podemos fazê-los se sentirem apreciados nos mostrando positivos e proporcionando uma experiência única quando entrarem em contato conosco.

Uma experiência negativa vai ser lembrada pelos clientes em potencial por muito mais tempo que uma positiva.

É por isso que você precisa garantir que todas as pessoas que interagem com sua marca tenham uma boa experiência.

Uma boa idéia é realizar uma pesquisa com os visitantes do seu site para obter informações sobre como melhorar a experiência do cliente, mesmo que você ache que ela já é boa.

Uma forma  de fazer isso é através de uma campanha Multietapas no seu site pedindo educadamente por um feedback.

Ela poderia ser algo assim:

Help Us Improve Popup Examples

Resumo

Faça uma pesquisa com os seus visitantes perguntando sobre a experiência deles. Quanto mais informações você tiver, melhor poderá evitar experiências negativas.

Estatística #19: 51% dos consumidores confiam mais em empresas que facilitam o contato dos visitantes com os responsáveis pela empresa (KPMG)

Quantas vezes você quis entrar em contato com uma empresa e não conseguiu encontrar nenhuma informação de contato?

Mais de uma vez, não é mesmo?

Esta não é uma boa experiência para o usuário.

Você precisa facilitar o contato das pessoas. Imagine se um cliente em potencial não conseguir entrar em contato com você e decidir comprar em outro lugar por causa disso.

Para evitar isso, você pode adicionar ao seu site uma campanha de contato, convidando os visitantes a falarem com você.

Veja um exemplo de como poderia ser:

Hi I am Patric Popup

Resumo

Convide os visitantes a entrar em contato para poder responder a quaisquer dúvidas ou preocupações que eles possam ter. Personalize seus formulários de contato adicionando fotos da sua equipe, e faça campanhas específicas para diferentes páginas do seu site.

RECURSOS GRATUITOS

Quer mais Estratégias de Marketing e Crescimento?

Acesse nossas ferramentas gratuitas de marketing de crescimento e aumente exponencialmente seu tráfego hoje mesmo (inclui recursos além dos que você pode encontrar na postagem do blog).

Baixe as Ferramentas de Marketing e Crescimento →

Conclusão

O desenvolvimento de uma estratégia de marketing eficiente para a sua loja on-line requer conhecimento sobre estatísticas, tendências e hábitos do consumidor no comércio eletrônico.

Espero que este artigo tenha lhe sido útil ao iniciar essa estratégia, e que você tenha encontrado algumas das respostas que estava procurando.

Você já se deparou com alguma estatística surpreendente do comércio eletrônico ultimamente? Deixe o seu comentário abaixo.

Submit a Response

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recommended Articles